Busca no site:
Notícias > Geral
05/12/2017 08:29
Petrobras reajusta preço do gás de cozinha em 8,9%

A Petrobras reajustou em 8,9%, em média, o preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial engarrafado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilos. O reajuste do gás de cozinha entra em vigor à meia-noite desta terça-feira. O aumento se deve principalmente à alta das cotações do produto nos mercados internacionais, que acompanha a alta do Brent (petróleo cru), que indica a origem do óleo e o mercado onde ele é negociado, segundo a Petrobras.

O percentual anunciado de reajuste leva em conta preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado ao consumidor, a Petrobras estima que o preço do botijão de gás de cozinha de 13 kg deve subir, em média, 4%, ou cerca de R$ 2,53 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.

Em nota, o Sindicato das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) afirma que o reajuste anunciado pela Petrobras ainda deixa o preço dos botijões de cozinha de 13kg cerca de 1,3% abaixo do preço de paridade internacional.

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 0,7% no preço do diesel nas refinarias e queda de 1,3% no valor da gasolina. Os novos preços valem a partir desta terça-feira. O último reajuste havia sido no sábado. Na ocasião, o preço da gasolina cresceu 1,9% e o do diesel caiu 5,7%.

Os reajustes dos combustíveis puxaram a alta da prévia do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de Porto Alegre em novembro – que foi o terceiro maior do país, atrás apenas de Goiânia e São Paulo.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

 

Fonte/Foto: Guia Crissiumal

Postado: Tirsul

Link:
0 Comentários | Escrever comentário

Newsletter
Cadastre-se aqui e receba nossas novidades direto em seu e-mail
Campo obrigatório.Formato inválido.